NOVA PERSPECTIVA

 

Composição: Dércio Ferreira/ Idelsa de Carmen

 

Eu vou tirar retratos dos lugares mais bonitos da minha cidade

Vou meter-me num chapa e sem destino vou ao encontro da realidade

 Pois a tanta beleza que me escapa, tanta graça espalhada por aí

Vou vestir uma capa de turista 

E as mesmas vistas não olhar como habitante  

 

Vou reapresentar-me aos amigos desta vez com mais intimidade

Vou tentar conviver com a minha família e garantir maior proximidade

 Pois a tanta beleza que me escapa, tanta graça que eu perco a cada instante

Que me iludo dizendo que sozinha 

sinto bem melhor nesta privacidade 

 

Refrão

 

Em uma nova perspectiva

Vou altruir o meu eu

Me humanizar

 

Vou dançar marrabenta com a vida e a inimigos ensinar amar

Desapegar de tudo que é térreo e a alma vou alquimiar

Pois há tanta beleza que me escapa tanta graça espalhada em todos nós

Vou vestir uma capa de turista neste mundo não serei só habitante 

 

Refrão

 

Em uma nova perspectiva

Vou altruir o meu eu

Me humanizar